Pague parcelado no cartão de crédito | Central Brew a Loja do Cervejeiro.

  • Combo Cream Ale + Dunkel Weizen - 20L

Cream Ale

 

Cream Ale é um estilo americano de cerveja que surgiu no final do século 19, como uma variação das populares Pilsners. Com a proibição da produção e comércio de bebidas alcoólicas nos Estados Unidos, que ocorreu entre 1920 e 1933, o estilo começou a ser produzido no Canadá, onde os cervejeiros desenvolveram novas receitas. Com o fim da proibição, o estilo voltou a ganhar popularidade nos EUA e ambos os países continuam a produzi-lo até hoje.



Aroma: Notas discretas de malte. Aroma adocicado, lembrando o de milho, e níveis baixos de DMS são normalmente encontrados. Aroma de lúpulo de baixo a nenhum. Qualquer variedade de lúpulo pode ser utilizada, mas nem eles ou o malte podem predominar. Ésteres discretos podem estar presentes em alguns exemplares, mas não são necessários. Sem diacetil.


Aparência: Cor de palha pálida até dourado moderado, mas é normalmente pálida. Colarinho de baixo a médio e carbonatação de média a alta. A persistência de colarinho pode ser razoável em decorrência do uso de adjuntos. Limpidez reluzente, brilhante.


Sabor: Amargor de lúpulo de baixo a médio-baixo. Maltosidade e dulçor de baixo a moderado, variando de acordo com a densidade e atenuação. Geralmente é bem atenuada. Nem lúpulo, nem malte prevalecem no paladar. Sabor como o de milho de baixo a moderado proveniente da utilização de adjuntos, bem como algum DMS. O final pode variar de seco a um dulçor leve de milho, malte ou açúcar. Ésteres frutados discretos são opcionais. Sem diacetil.


Sensação na Boca: Normalmente leve e com final bem definido (crisp), mas o corpo pode chegar a médio. Sensação na boca é suave com atenuação de média a alta; maiores níveis de atenuação podem propiciar um final mais refrescante. Alta carbonatação. Exemplares com alta densidade podem apresentar um ligeiro calor do álcool.



Informações Técnicas:


OG: 1,042 - 1,055

FG:  1,006 - 1,012

IBUs: 8,0 - 20,0

SRM: 2,5 - 5,0

ABV: 4,2 - 5,6




Dunkelweizen


As Dunkelweizen são as cervejas de trigo escuras – “Dunkel” em alemão significa “escuro”. Aromas de cravo e banana característicos das leveduras de Hefeweizen, complementados por aromas de maltes mais escuros, remetendo a casca de pão, caramelo e até chocolate.


Aroma: Aromas fenólicos (normalmente cravo) e ésteres frutados (normalmente banana) de moderados a fortes. O equilíbrio e a intensidade dos ésteres e compostos fenólicos podem variar, mas os melhores exemplares são razoavelmente equilibrados e proeminentes. Opcionalmente um caráter de baunilha e/ou de tutti-frutti, de muito leve a moderado, pode estar presente, mas não deve dominar. Caráter de lúpulos nobres varia de baixo a nenhum. O aroma de trigo de leve a moderado (que pode ser percebido como notas de pão ou cereais) pode estar presente e é frequentemente acompanhado por aroma de caramelo, casca de pão ou maltoso rico (dos maltes Viena e/ou Munique). Qualquer caráter maltoso é para dar suporte, e não para sobrepor o caráter da levedura. Nenhum diacetil ou DMS. Uma leve acidez é opcional, mas aceitável.


Aparência: Coloração de marrom claro a marrom mogno. Colarinho quase branco, muito grosso, consistente e persistente. O elevado teor de proteínas do trigo dificulta a limpidez neste estilo tradicionalmente não filtrado, embora este nível de turbidez seja variável. O sedimento de leveduras em suspensão (que deve ser misturado antes de beber) também contribui para a turbidez.


Sabor: Sabor de leve a moderadamente forte de banana e cravo. O equilíbrio, e a intensidade dos ésteres e compostos fenólicos podem variar, porém os melhores exemplares são razoavelmente equilibrados e proeminentes. Opcionalmente um caráter de muito leve a moderado de baunilha e/ou de tutti-frutti pode acentuar o sabor, dulçor e arredondamento das notas de banana; nenhum dos dois deve ser dominante quando presentes. O suave sabor do trigo, semelhante a pão ou cereais, é complementar, assim como um caráter rico de caramelo e/ou melanoidina dos maltes Viena e/ou Munique. A riqueza maltosa pode ser de baixa a médio-alta, mas não deve sobrepor ao caráter da levedura. Caráter de malte torrado é inapropriado. O sabor de lúpulo varia de muito baixo a ausente e o amargor do lúpulo de muito baixo a baixo. Caráter ácido e cítrico proveniente da levedura e a intensa carbonatação são às vezes presentes, mas tipicamente “ocultos”. Um paladar arredondado, saboroso, frequentemente doce e com final relativamente seco. Nenhum diacetil ou DMS.


Sensação de Boca: Corpo de médio-leve a médio-alto. A textura do trigo, assim como a levedura em suspensão, transmitem sensação de corpo cremoso e macio que pode progredir a um final mais leve, auxiliado por uma carbonatação moderada a alta. A presença dos maltes Viena e/ou Munique também proporciona sensação de riqueza e abundância. Efervescente.



Informações Técnicas:


OG: 1,044 – 1,056

FG:  1,010 - 1,014

IBUs: 10 - 18

SRM: 14 – 23

ABV: 4,3 – 5,6%


Harmonização de cervejas e comidas

 

Confira algumas dicas de como harmonizar os principais tipos de cervejas com comidas:

 

Malte: o malte influencia muito na intensidade do sabor. Quanto mais intensa a cerveja, mais forte deve ser o sabor da sua refeição.

Lúpulo: quanto mais lúpulo, mais amarga a cerveja. Para as cervejas mais amargas, o indicado são comidas mais gordurosas.

Teor alcoólico: cervejas de teor alcoólico elevado também são indicadas para os pratos mais gordurosos ou de sabor acentuado. As pouco alcoólicas são perfeitas para as sobremesas.

 

Harmonizações

 

Existem indicações de harmonizações já criadas por mestres cervejeiros, mas nada melhor do que experimentar diferentes combinações e descobrir, pessoalmente, quais comidas combinam melhor para cada tipo de cerveja no seu paladar.

Queijos: Queijo combina perfeitamente com cerveja. Seja na mesa do boteco ou na tábua de frios de um jantar romântico, o queijo é sempre bem-vindo se tomado com uma boa cerveja. O segredo é harmonizar o sabor do queijo com a intensidade do lúpulo. Um queijo fresco vai bem com uma Pilsen, uma Amber Lager. Um gorgonzola combina com uma india Pale Ale, Weizenbock. Os queijos duros, como o parmezão, interagem bem com uma Stout, uma Dunkel. Já os defumados são ideais para uma Porter, e assim por diante.

Amendoins e castanhas: Todo mundo gosta de fazer aquela porçãozinha de amendoim ou de castanha antes de uma refeição, não? Pois bem, como são tira-gostos oleosos e de sabor delicado, o indicado são cervejas mais leves e sutis, como Light Lager, Amber Lager, Dark lager, etc.

Frituras: Quem não gosta de uma batatinha frita ou uma porção de pastéis na mesa do bar? Para apreciar frituras nesse estilo, as cervejas podem ser do tipo Pilsen clássica ou Amber Lager.

Peixes e frutos do mar: Camarão, lula e mariscos (se bem apimentados) combinam com india Pale Ale, Amber Ale, Hefeweize. Sushis e sashimis pedem uma Kölsh ou uma cream Ale. Um salmão cru ou de tempero leve harmoniza com uma blond Ale, assim como um grelhado ou defumado casa bem com uma brown Ale ou Altbier.

Churrasco: As carnes para churrasco exigem uma cerveja mais forte, como uma Porter ou uma brown Ale. As menos gordurosas têm como opção a double IPA, a Imperial IPA ou até mesmo uma Amber lager.

Aves: No geral, é um tipo de carne mais sutil. A harmonização vai depender muito do tipo de preparo (tempero) mas basicamente são cervejas mais leves. Se fritos, clamam por uma mais amarga/alcoólica e os defumados se encaixam com as mais intensas.

Carne vermelha: Diferentemente das aves, a carne vermelha exige cervejas com mais intensidade. Na prática: rosbife combina com old ou strong Ale, além da dark Lager. Bifes, bistecas e steaks com Dry stout, Bock ou dark Lager. Já as carnes assadas são ótimas com uma Dunkel ou Shwazbier.

Carnes fortes: Também é um tipo de carne que exige uma cerveja intensa tanto no sabor quanto no teor alcoólico. Um leitão à pururuca ou lombo cai bem com uma British-style bitter, uma Altbier ou uma Weinzebock. Carne de cordeiro (grelhada ou no forno) harmoniza com a Imperial IPA, Red Ale ou Strong golden Ale. Já a carne de pato é perfeita com uma Doppelbock.

Sobremesas: Depois de um belo jantar, não pode faltar a sobremesa, certo? Para fechar com chave-de-ouro, uma boa sobremesa é muito bem apreciada com cervejas doces. Bolos simples (cenoura, laranja) são melhores degustados com uma India pale ale. Doce de leite com a Imperial porter. No caso das sobremesas de chocolate, elas pedem uma cerveja ainda mais doce (Strong dark beer, Stout, Porter, Belgian strong Ale). Tente harmonizar aquele pudim de domingo depois do almoço com uma fruit Lambic, garantia de sucesso.

 

Fonte: Etílicos.

 

O kit para produção de cerveja artesanal é formado por malte, lúpulo, fermento e a receita com as etapas do processo.


Escreva um comentário

Você deve acessar ou cadastrar-se para comentar.

Combo Cream Ale + Dunkel Weizen - 20L

  • Modelo: Combo Cream Ale + Dunkel Weizen-20L
  • Disponibilidade: Em estoque
  • De: R$224,80

    Por: R$202,90

    Desconto aplicado na finalização
    da compra



Opções disponíveis


  • Compre agora


Facebook

Instagram.

CopyRight © Central Brew 2018
Todos os direitos reservados
CNPJ 23.031.920/0001-72

desenvolvido por